quinta-feira, 18 de julho de 2013

Na terra dos Pajaritos Pintados


Uruguay, Escola Rural de Colonia Wilson, julho 2010.
As aves viajam sem fronteiras. Encontram poucas pessoas ao seu lado, enquanto persiste a luta infame entre homem e Natureza.
Depois de Riviera, Tacuarembó, Paysandu, Fraybentos, Rosario, estacionamos numa Colonia de Pescadores. Vizinhos, sacamos da flauta de bambu e nos convidaram para um mate. A Caixa de Aves foi aberta e circularam fotos à luz de gerador. Belos olhos e sonhos naquela noite.
Dia seguinte fomos na Escolinha Rural, onde los pajaros pintados voaram nas mãos da garotada.
Ensinamos e aprendemos os nomes, as cores e os hábitos dessa bicharada. Sabiá, lá, é Zorzal; João-de-barro, Hornero; Tia-chica é o Rey del Bosque. Cada criança ganhou uma foto e nós ganhamos um bando de amigos.
Três dias após, paramos em Laguna de Rocha, onde conhecemos Carlos Calimares e Néstor - Pajaro Loco -, guarda parques que investem a vida na preservação de milhares de hectares das lagunas, refúgios e criadores de garça-moura, ema, cegonha, colhereiro, cisne-de-pescoço-negro, tainha, peje rey, capivara e caçadores.
Todos na mesma red.

Nenhum comentário:

Postar um comentário